sábado, 17 de janeiro de 2015

BIBLIOTECA NACIONAL DE MINSK – BIELORRÚSSIA (BELARUS)

Biblioteca do mundo

Onde o saber não tem fronteiras


O projeto original para a Biblioteca Nacional da Bielorrússia foi desenvolvido em 2002, de acordo com os fundamentos do Conselho de Ministros da República de Belarus (Bielorrússia), que em 1998 ordenou a construção do edifício, na cidade de Minsk.
A Biblioteca tornou-se o principal centro cultural do país, possuindo oito milhões de livros abordando vários temas.




A Biblioteca Nacional criou o seu próprio sistema de computador, gerando uma maior presteza de informações literárias, gráficas, textos, e de sons. Através dele, os usuários têm acesso a outras bibliotecas e instituições de informação, incluindo algumas  no exterior.


O objetivo do novo edifício foi criar um complexo arquitetônico único, projetado para atender às necessidades culturais dos seus usuários, de maneira rápida e despida de burocracia.
O complexo cultural situado na margem de um dos rios que corta Minsk, rodeado por um parque, tornou-se uma atração da cidade. A área criada na frente da biblioteca é utilizada para realização de concertos e eventos públicos.
Um dos conceitos básicos levados em conta na concepção da biblioteca foi a de localizar no centro da instituição o seu acervo, e assim propiciar a sua distribuição com rapidez, aos consulentes postados nas salas de leitura e informação.
Dizem desse centro, "tanque de estoque", assemelhar-se a um diamante, e que o seu formato simboliza a mente, o conhecimento dos grandes valores que se acumularam


ao longo de milhares de anos pela humanidade e que, no momento, repousam na Biblioteca. 
O edifício é uma alegoria ao humanismo do conhecimento.
Com uma área total de 113.669 metros quadrados, 54.960 correspondem ao tanque. O edifício atinge uma altura de 73,67 metros, distribuídos por 22 andares.


Há, no conjunto arquitetônico, uma plataforma de observação a 72 metros acima do nível do solo, oferecendo uma ampla vista da cidade de Minsk. Desde 2009, ele é a única estrutura em Minsk com uma plataforma de observação pública.
Sua concha em forma de diamante de base estrutural é coberta com painéis de vidro que brilham 24 horas por dia, como a joia (diamante) que ele representa. Os Arquitetos Victor Kramarenko e Michael Vinogradov, queriam e conseguiram preservar e transmitir essa sensação de esplendor mesmo durante a noite.
Na verdade, o que se pode dizer é que a Biblioteca Nacional de Minsk é um monumento arquitetônico digno da cultura mundial que abriga e preserva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário